Repensando o progresso - a economia circular

Por Equipa Digiplanet 0 comentários

A Economia Circular

A Vida existe há biliões de anos e existirá por muitos mais.
No Mundo Vivo não existe um lugar para se depositar o lixo! Em vez disso, os materiais fluem.... O desperdicio de uma espécie é o alimento de outra, e a energia é fornecida pelo Sol. As coisas crescem, morrem e os nutrientes retornam ao solo de forma segura. E tudo funciona!

Mas nós, os Humanos, adoptámos um método muito linear: pegamos os recursos naturais, construimos e depois deitamos as coisas fora.Um novo telefone é lançado e nós deitamos o anterior fora. A nossa máquina de lavar fica velha e nós compramos uma nova. Cada vez que fazemos isto, estamos a consumir recursos finitos e a produzir lixo tóxico. Pura e simplesmente não vai funcionar no longo prazo! Então o que fazer?

Se aceitarmos que o modelo cíclico da vida funciona, será que podemos mudar o nosso modo de vida para, também nós, operarmos uma economia circular?

Isso começa com um ciclo biológico... como pode o nosso lixo construir capital em vez de o reduzir? Repensando e redesenhando produtos, componentes e as embalagens em que eles nos chegam podemos criar produtos seguros que ajudarão a fazer crescer novas coisas.

Ok.... mas e as máquinas de lavar, os telemóveis, frigoríficos, ...? ai estaremos a falar de uma nova forma de repensar as coisas....uma forma de recuperar metais, polímeros e outros materiais mantendo a sua qualidade, assegurando a sua utilidade após vida útil esperada de cada produto.

E se as coisas de hoje se transformassem nos recursos de amanhã? Faz sentido, do ponto de vista comercial!

Em vez da cultura "joga fora e compra outro", adoptaríamos uma estratégia de "devolve e renova", com produtos desenhados para ser desmontados e reconstruídos como novos.

Uma solução poderia ser repensar a forma como vemos a propriedade das coisas. E se nunca fossemos verdadeiros donos das nossas tecnologias? E se simplesmente comprassemos uma licença dos fabricantes?

Agora, se conseguíssemos juntar o ciclo biológico com o ciclo tecnológico, desenhando os produtos para serem devolvidos aos seus fabricantes de forma a que os seus materiais técnicos fossem reutilizados para construir novos produtos e os seus materiais biológicos usados para aumentar a valor agrícola, sendo depois estes produtos transportados usando energia renovável? Aqui teríamos um modelo que construiria prosperidade no longo prazo!

A boa noticia é que já existem companhias a adoptar este modelo de funcionamento!

A economia circular não se refere a um fabricante mudar o ciclo de um produto específico, mas sim que todas as empresas que formem uma economia e a sua infraestrutura se juntem com este propósito.

Tudo isto tem a ver com energia! Com repensar o próprio "sistema operativo" em que vivemos.

Temos uma fantástica oportunidade de criar novas perspectivas e novos horizontes. Em vez de ficarmos presos nas frustrações do presente, com criatividade e inovação, realmente podemos repensar e redesenhar o nosso futuro.

Video publicado pela www.ellenmacarthurfoundation.org

 

* * *

 

Digiplanet é a nova marca apresentada pela Digiconta.

Do nosso empenho em promover um consumo mais responsável nasce a plataforma Digiplanet que lhe apresenta um conjunto de equipamentos recondicionados, topo de gama, de alta performance e de baixo preço, que lhe permitem desempenhar as suas tarefas profissionais, académicas ou de lazer, com a mesma qualidade que encontraria num equipamento semelhante, em estado novo e adquirido num revendedor tradicional. 

Digiplanet conta com a elevada experiência técnica, altamente especializada da Digiconta que, desde 1976, atua no mercado das soluções tecnológicas, trabalhando para instituições exigentes, em particular os mais importantes bancos nacionais. 

experiência e o rigor técnico, acumulado ao longo de mais de 40 anos de atividade, fazem da Digiconta a instituição natural e mais preparada para lhe proporcionar uma escolha segura e uma oferta diversificada em computadores recondicionados com garantia, que pode agora encontrar na nova plataforma DIgiplanet

 

x