Alterações climáticas: só não vê quem não quer

Por Equipa Digiplanet 0 comentários

Alterações climáticas: só não vê quem não quer

 

Já todos ouvimos falar das inúmeras consequências das alterações climáticas - o aumento da temperatura, o degelo dos glaciares e consequentemente a subida do nível a água do mar, a extinção de variadas espécies de fauna e flora que já não conseguem sobreviver nestas condições climatéricas, secas, cheias, incêndios, entre muitos outros fenómenos.

 

Se há alguns anos ainda existia espaço para os negacionistas das alterações climáticas se manifestarem, atualmente não há qualquer possibilidade de debater este assunto. O nosso planeta Terra está-se a queixar e só não vê quem não quer!

 

Há três anos, a jovem ativista sueca Greta Thunberg, com então 15 anos, deu início ao movimento “Fridays for Future”, protesto contra a inatividade dos políticos em relação à crise climática, que globalizou e culminou com uma greve escolar geral dia 15 de março em mais de 100 países. Desde então que todo o mundo, especialmente as gerações mais novas, está mais atento a estas questões.

 

Vamos aos factos

 

Se ainda tens aquele amigo ou familiar que se recusa a dar importância às consequências do aquecimento global, poderás apresentar estes factos e alertá-lo para algo real que está a acontecer no nosso Planeta:

  •  A humanidade usa mais 74% de recursos naturais do que os ecossistemas do planeta conseguem regenerar – ou seja, o equivalente a vivermos em “1,7 planetas Terra”. Portugal tem uma pegada ecológica de 2,75 planetas.

 

  • Em 2021, o Dia da Sobrecarga da Terra (Earth Overshoot Day, em inglês) aconteceu a 29 de julho. Isto significa que esgotámos os recursos disponíveis para o ano inteiro ao fim de 7 meses.

 

  • Só no ano de 2021, a pegada de carbono global aumentou 6,6%.

 

  • Ao longo da história do planeta Terra, durante 450 milhões de anos, aconteceram cinco extinções em massa, causadas por meteoritos e erupções vulcânicas. A sexta será causada pelo impacto do ser humano no ecossistema.

 

  • As mudanças climáticas causadas pela humanidade serão responsáveis por 8% da extinção de espécies atuais.

 

  • Fenómenos meteorológicos como chuvas torrenciais, secas prolongadas, ondas de calor e tornados serão cada vez mais frequentes.

 

  • Até 2040 (daqui a 19 anos apenas, sim ainda irás viver isto), 70% dos grandes glaciares de todo o planeta vão derreter, causando mais aumento do nível do mar e consequentemente cheias e desaparecimento de ilhas e cidades costeiras.

 

 

É urgente mudar o nosso estilo de vida para um mais sustentável. Já não temos muito tempo e passaram-se muitos anos que já não podemos recuperar. No entanto, devemos fazer o possível, a nível pessoal e empresarial/governamental, para salvar o que ainda existe!

Pequenas ações como reduzir o gasto de eletricidade, evitar utilizar o carro e optar por transportes públicos ou partilhados, reduzir o consumo de carne ou reciclar são alguns exemplos de como podemos contribuir para um mundo mais verde.

 

 

 

Maria do Mar Sousa, 10/09/2021

x